Feliz Páscoa!!!

Querida Jufem Brasil! FELIZ PÁSCOA!!!!!!!!!

“Por que buscais entre os mortos aquele que está vivo? Não está aqui, mas ressuscitou!” (Lc 24,5s)

Alegrai-vos, Jufem, Jesus ressuscitou! Ele é a verdadeira alegria, esta é a nossa confiança! O Senhor venceu a morte! Aleluia! Hoje é dia de se alegrar, pois Aquele que morreu por nós, ressuscitou para nos dar vida nova e formar em nós o homem renovado. A cada Páscoa, esta vida nova se realiza em mim de modo mais consciente, o homem velho vai ficando para trás, ou seja, decidimo-nos novamente a morrer para o nosso “eu” e viver para Cristo! Jesus quer ressuscitar verdadeiramente em nosso coração!

Queremos refletir sobre a Páscoa do Senhor, baseando-nos em três questões: que posso saber da ressurreição de Cristo, que devo fazer pela ressurreição de Cristo e que posso esperar da ressurreição de Cristo.

O texto a seguir é uma adaptação das palavras do Pe. Antônio Rivero, Legionário de Cristo.

Em primeiro lugar: que podemos saber da ressurreição de Cristo? Tenhamos em consideração as testemunhas que viram Cristo ressuscitado. Eles tiveram suas vivências religiosas, suas dúvidas, seus convencimentos e discrepâncias, mas todos coincidem nisto: três dias depois de ir ao enterro de Jesus, depois de fechar a sua tumba, encontraram-na aberta. O corpo…? Sabotagem? Sequestro? Truque? Resulta que as três mulheres, ao chegar no sepulcro e se encontrar com a tumba vazia e com a notícia: “ressuscitou”, saíram correndo para falar aos discípulos. Logo a seguir, Jesus apareceu, dizendo que era o jardineiro, caminhante, comensal, animador. A ressurreição é verdade!

Em segundo lugar, que devemos fazer pela ressurreição de Cristo? Se realmente acreditamos na ressurreição de Cristo e na sua força transformadora, então temos que fazer algo aqui na terra para levar esta boa notícia por todos os cantos do mundo, a todas as famílias e amigos, e também aos inimigos.

O que posso fazer para ser Lírio do Pai, Tabor para o mundo, na prática? Como posso contribuir com a sociedade para que creia que Jesus realmente ressuscitou e está vivo entre nós?

Finalmente, que podemos nós esperar da ressurreição de Cristo? Se formos como Tomé, podemos esperar que, nesta Páscoa, Cristo ressuscitado ressuscite a nossa fé nele e na sua Igreja, e nos permita colocar nossos dedos em suas chagas abertas. Se formos como os discípulos de Emaús, podemos esperar que cruzemos com Ele pelo caminho, para que renove a nossa esperança nele e nos ensine a crer nas Sagradas Escrituras. Se formos como Madalena, triste e arrependida, podemos esperar que Cristo ressuscitado nos olhe de novo e nos chame pelo nome; poderemos, então, recobrar a alegria da presença de Cristo em nossa vida, sobretudo na Eucaristia e na Confissão. Se nos parecermos com os discípulos, fechados no cenáculo dos seus medos, deixemos alguma fresta aberta do nosso ser para que Cristo ressuscitado entre e nos traga a sua paz. Se nos sentirmos como Pedro que negou Jesus, esperemos que Cristo ressuscitado se faça presente para nós e possamos renovar o nosso amor: “Senhor, tu sabes tudo, tu sabes que eu te amo.”

Creio em Cristo ressuscitado? Onde o encontro na minha vida de cada dia? Tenho rosto de ressuscitado ou vivo numa eterna Sexta-feira Santa?

Para conferir o texto completo:

https://pt.zenit.org/articles/homiletica-domingo-de-pascoa/

“A alegria duradoura, aquela que permanece, é somente a alegria em Deus, da qual toda a alegria terrena é apenas uma pobre gotinha” (Pe. Kentenich).

Que a Páscoa do Senhor seja a nossa Páscoa e nos ajude a buscarmos sempre o mais alto, dando-nos força para assumirmos a verdadeira essência do nosso ser! “Ser Excelsior, buscar sempre o mais alto, a exemplo de nossa Mãe, Maria. Como instrumentos, eleitas pela Mãe, sendo lírio para a humanidade, buscando a santidade”.

Feliz e Santa Páscoa!

Seja o primeiro a comentar em "Feliz Páscoa!!!"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*