A conversão para o uso do método natural de planejamento familiar

DECISÃO! A importância da conversão e decisão por um novo caminho é o segundo tema da série sobre os métodos naturais de planejamento familiar. De fato, a abrangência do significado destas palavras é muito maior do que podemos pensar e com o depoimento deste mês, refletiremos sobre o nosso próprio processo de conversão e decisão, frente a Deus, a nós mesmos, a nossa família e aos que nos rodeiam.

A conversão decisão para o uso do método natural de planejamento familiar: Mudanças que geram felicidade

Tenho 32 anos e completamos dez anos de casados no dia 1 de novembro. A data é tão significativa para nós! Começamos a namorar há 15 anos nesse mesmo dia, noivando quatro anos depois e, no ano seguinte, o dia mais importante das nossas vidas: nosso matrimônio.

Falar sobre a importância da conversão é uma tarefa muito difícil, pois somente Deus pode avaliar o que acontece no íntimo do coração e constatar uma verdadeira conversão. Mas creio que este tema veio como vontade de Deus para que nos déssemos conta que fomos abençoados e guiados pelas Suas Mãos em todos os dias das nossas vidas e nas principais decisões que tomamos. De certa forma, aconteceram sim algumas mudanças importantes em nossas vidas, mudanças muito simples e que depois entraram em nosso dia-a-dia, sem que nos déssemos conta. Mudanças que vão além da religião e, ao contrário do que pensamos, não são drásticas, mas sim são pequenas atitudes que se tornam um verdadeiro estilo de vida e são geradoras de uma felicidade plena.

Deus nos atraiu e achou as Suas maneiras para que nos aproximássemos. Contar como foi que nos conhecemos seria um tema de um longo artigo, pois é lindo ver a Providência Divina agindo, mas vamos partir do ponto de vista do que mais nos diferenciava: eu era católica e o Daniel evangélico. Poderíamos pensar: é um namoro contrário à vontade de Deus? Acreditamos que tudo era importante para buscarmos conhecer um ao outro, no íntimo dos nossos corações e, de uma forma particular, a ouvir o chamado de Deus. Tivemos uma orientação essencial enquanto namorados por uma Irmã do Santuário de Schoenstatt, que mostrou que o importante era termos a consciência de praticar o bem, amando, respeitando-nos e, principalmente, realizar o plano que Deus tinha para nós.

AS MUDANÇAS

Um pouco antes do casamento, Daniel tomou uma grande decisão na sua vida: fez a confissão de fé, convertendo-se à Igreja Católica, pois sentiu que fazia parte do Plano Divino que nos uníssemos para formar uma família e que educássemos os filhos que Deus nos confiasse numa mesma fé. Era a primeira mudança importante!

Alguns meses antes do nosso casamento, tivemos uma oportunidade que – mal sabíamos-  iria mudar nossas vidas para sempre. Falávamos sobre planejamento familiar, mas somente sobre a quantidade de filhos que queríamos ter (quatro), mas nunca sobre os métodos que iríamos utilizar.

Assim, naquele setembro, dois meses antes do casamento, a Providência Divina colocou diante de nós o Curso de Planejamento Familiar Natural – o Método Billings. E agora? Tive dois meses para aprender os sinais do meu corpo e já pude praticá-lo de forma a identificar períodos férteis e inférteis. Mas isso também significava e exigia uma verdadeira mudança de vida. Até então nunca tínhamos ouvido falar em uma alternativa natural e eficaz para controlar a fertilidade. Esse método se tornaria um estilo de vida para sempre. Neste dia, tomamos a decisão que o Método Billings seria o método para nosso planejamento familiar.

Duas semanas antes do casamento, pude fazer a constatação que no dia do matrimônio iria começar um novo ciclo! Funcionou como um relógio! Neste ciclo já tivemos a certeza que iríamos conceber nossa primeira filha Amanda, digna de ser amada. Os outros três filhos –  Manuela, Camila e Leonardo -foram concretizando nosso ideal “Amor Fecundo”, o qual descobrimos ao instituir o Santuário-Lar.

Todos os períodos que se passaram entre as gestações, os nascimentos dos quatro filhos que tínhamos planejado, uma perda de gestação que aconteceu antes do quarto filho, amamentações e a volta aos períodos normais, confirmaram a importância do Método Billings para nossa verdadeira felicidade. Nossa abertura à vida gerou uma incrível parceria, cumplicidade, respeito. Tudo isso e principalmente o amor foram a base para superarmos todas as barreiras e cada etapa foi importante para amadurecer o nosso amor. Foram muitos momentos difíceis, mas sentimos sempre a mão de Deus nos amparando, pois tínhamos a certeza de realizar a Sua Vontade. Nosso ingresso na União Apostólica de Famílias, após o casamento, teve importante influência na educação dos filhos, no nosso relacionamento como esposos e principalmente no nosso autoconhecimento. A felicidade e alegria foram sempre infinitamente maiores: nossos filhos foram todos muito desejados e abençoados, com muita saúde e principalmente amor, carinho e dedicação.

DECISÃO

Neste ponto aconteceu a mais profunda e significativa mudança de vida, que considero como a mais importante: me dedicar exclusivamente ao lar, marido e filhos. Ser uma boa esposa e mãe, fazer do lar um ninho de amor, ter o maior contato possível com os filhos e suspender a atividade profissional de corretora de imóveis. Isso trouxe para mim um novo sentido e uma realização que nunca tinha sentido, aliado ao autoconhecimento do meu corpo que o Método Natural proporciona e uma grande autoestima e bem-estar! Hoje tenho a certeza de que a felicidade da nossa família dependia dessa mudança!

Que grande amor fecundo! Quando nasceu Leonardo, que agora tem dois anos, achamos que estava concretizado o Plano de Deus, pois esse era o nosso planejamento familiar, que teríamos uma família com quatro filhos. Mas para nossa surpresa, a nossa missão ainda não tinha terminado. Agora, entendemos dia após dia como é colocar-se diante do querer do Eterno Pai. Depois de alguns acontecimentos e imprevistos, que não sabemos explicar porque aconteceram, a Providência Divina guiou-nos para que a nossa abertura à vida ainda pudesse se concretizar em uma nova gestação.

Assim, como em todas as concepções que tivemos, sabíamos exatamente que havia mais uma chance! Inconscientemente pensamos: que venha o 5º filho… Um grande dilema se colocou diante de nós: mas se o nosso planejamento era de quatro filhos, como então podemos explicar uma nova gestação? Nós muitas vezes não podemos explicar, mas temos a certeza que fazia parte do Plano de Deus. Estamos mais unidos e felizes do que nunca  e isso só pode ser explicado pela nossa atitude de fé, confiança, cumprimento às promessas matrimoniais, e pelo nosso amor e harmonia que sempre vai aumentando!

Uma vida marcada por muitas mudanças, na qual se consolidou um verdadeiro estilo de vida: autoconhecimento, abertura à vida, fé prática na divina providência, respeito mútuo, diálogo e nunca nos desligarmos do amor de Cristo que nos uniu. Agora conseguimos explicar a importância do Método Billings para a nossa vida como pessoas, esposos, pais. Percebemos que há muito mais do que uma simples ferramenta para controle de fertilidade, e quando ouvimos a voz de Deus e pronunciamos um alegre “Sim”, podemos experimentar de uma verdadeira felicidade!

Aneliese Swarowsky Schaack – União de Famílias de Santa Cruz do Sul (RS)

3 Comentários em "A conversão para o uso do método natural de planejamento familiar"

  1. Que lindo testemunho, que serve de inspiração para minha vida! Muito obrigada por compartilhá-lo com a JUFEM! Que Deus Pai, por intercessão da Mãezinha, conduza sempre pelos seus caminhos esta família santa e fecunda! Um abraço!

  2. Que bonito o tema deste depoimento: conversão!!!! O que esta mãe conta mostra que a conversão não foi apenas a mudança de religião por parte do marido, mas também a decisão pelo método natural de planejamento familiar, a abertura a ter 5 filhos, enfim…acho que é muito importante percebermos isso também. Ela demonstra que, na prática, a conversão é diária e não está apenas em mudanças drásticas.
    Muito bonito mesmo!

  3. Importante este tema que a JUFEM começa a abordar. A Juventude sempre está em busca do reino da Verdade, da Justiça e do Amor. Quando descobre onde está este Reino, não mede sacrifícios, mas desafia o seu viver para no fim poder dizer como o grande Apóstolo São Paulo: “Combati o bom combate”.
    O Método Natural de Planejamento Familiar é uma dádiva de Deus e quando uma jovem se
    abre para esta realidade descobre que pode fazer sua parte pelo Reino de Deus.
    Esta jovem Família descobriu o seu Tesouro. Parabéns.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*