Apóstolas de Belo Horizonte mostram como a criatividade é uma grande aliada para as reuniões

A preparação da Páscoa das Apóstolas Luzentes de Maria neste ano envolveu toda a família de cada Apóstola num grande “Concurso de Páscoa”!

Este concurso foi dividido em dois grupos para melhor adaptarmos a atividade, de acordo com a idade das crianças:

– de 3 a 7 anos: as apóstolas receberam um MDF em formato do Santuário que, em família, deveriam transformar em algo semelhante ao Santuário Original;

055

– de 8 a 15 anos: as apóstolas se reuniram em pequenos grupos ou duplas e, com a ajuda da família, criaram jogos para todas as apóstolas.

035 030 017

O Concurso teve duração de um mês. Neste período, as crianças deveriam desenvolver suas atividades e trazê-las prontas na primeira reunião após o domingo de Páscoa.

As pequenas – de 3 a 7 anos – trouxeram cada Santuário mais “fofo” que o outro. O difícil foi escolher!!! Ainda bem que, para cada grupo, tivemos várias classificações: “fofura”, pontualidade, criatividade, semelhança com o Original, capricho, esforço, beleza, trabalho em família…

 

Fatos interessantes deste grupo:

– “Mamãe, a regra diz que o concurso acaba às 9h (horário de início da reunião) e se eu chegar 9h01, vou perder o concurso?”

– Uma criança não trouxe seu Santuário. Então fizemos uma reunião, conversamos e decidimos que dar uma segunda chance “é coisa de Apóstola”!

– Uma Apóstola se empolgou tanto que fez uma maquete com som (no qual ela cantava as músicas que aprendeu no grupo), colocou luz pisca-pisca, árvore, lago, flores, animais e crianças rezando…

Já para os grupos de 8 a 15 anos, os jogos foram super criativos e educativos:

– Pega do bem: quem fosse pego deveria falar uma atitude de Apóstola;

– Memória: com palavras e ilustração referente às Apóstolas;

– Corrida de tabuleiro: os pinos eram bonecas em carrinhos e o objetivo era chegar ao Santuário recolhendo o maior número de flores (virtudes) pelos obstáculos do caminho;

– Feliz ou triste: andando pelo caminho você cai numa casa feliz ou triste e para cada uma há um tipo de pergunta;

– Ludo 1: as peças são as Apóstolas Luzentes de Maria, o Padre José Kentenich, o sr. João Luiz Pozzobon, a Mãe e Rainha e o objetivo é unirem-se no céu;

– Ludo 2: as Apóstolas devem sair de suas casas e chegar pontualmente à Missa no Santuário;

– Pedras da coroa: tentar conquistar o máximo de pedras para sua coroa;

– Santuário: conquistar, através de virtudes, o Santuário;

– Iluminando o mundo (jogo tipo “War”): conquistar e levar a luz das Apóstolas aos países e continentes;

– Dama de itens do Santuário: para comer a peça do adversário é necessário saber qual é aquele item do Santuário e sua função;

– Centopeia (jogo tipo “batalha naval”): porém, para poder atacar, é necessário responder uma pergunta que envolve o conteúdo das Apóstolas.

Nessa faixa etária, também, uma dupla não trouxe a tarefa no dia marcado. O grupo se reuniu e conversamos, quase todas concordaram que deveríamos dar outra chance. Porém, uma ALM não concordou, disse que todas tiveram muito tempo, que se esforçaram e seria injusto dar nova chance. Pensamos que a nossa vontade humana seria mesmo não dar uma segunda chance mas que estávamos na época da Páscoa e na sexta-feira da Paixão aprendemos que Jesus perdoou a todos, e nós também precisamos perdoar, amar… Assim, resolvemos dar uma nova chance: “Isso é coisa de Apóstola!”

Os santuários e os jogos foram show!!! Todos refletiram o quanto as garotas amam ser Apóstolas Luzentes de Maria!

 

Seja o primeiro a comentar em "Apóstolas de Belo Horizonte mostram como a criatividade é uma grande aliada para as reuniões"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*