As sementes floresceram…

O reencontro com os jovens universitários na Capital Gaúcha foi surpreendente! As sementes lançadas há apenas quatro meses, quando um pequeno grupo de jovens, da arquidiocese de Porto Alegre e diocese de Frederico Westphalen, juntamente com algumas Irmãs de Maria, reuniram-se em novembro de 2016, floresceram à sombra do Santuário Tabor Maria Cor Ecclesiae. Na ocasião, o que era apenas um sonho, um anseio – de como atrair mais jovens para os Ramos de Schoenstatt, neste último final de semana, 25 e 26 março, tornou-se realidade.

Sob a condução da Assessora Ir. Maria Aparecida e dos dirigentes, Elisa Rothe, Michele Leite, Maria Eduarda Basso e André Langes, aconteceram paralelamente dois retiros para jovens novos, tanto para a Jufem e como para o Jumas. Contaram também com o apoio da mesma equipe de jovens da diocese de Frederico Westphalen, Ismael Fortuna, Larissa Lopes, Cassineli Borba e Wellington Hack e a Assessora Ir. Glória Maria Melo. E ainda com a jovem Valentina, Jufem do Paraguai, que veio morar em Porto Alegre em virtude dos estudos. Um grupo de senhoras da cidade da cidade de Gravataí dedicaram-se generosamente como equipe de trabalho do retiro.

A experiência dessas lideranças jovens, é um ecoar da confiança que o Padre Kentenich depositou aos Congregados, em 18 de outubro de 1914, quando lhes revelou que a idéia predileta que acalentava em seu coração era ousada demais para o público em geral, mas não para aquela juventude que almejava a renovação do mundo.

Participaram do retiro da Jufem 12 novas jovens que já possuíam um amor especial a Maria. Para elas foi uma grande alegria, nesse Ano Mariano, participar de um retiro num Santuário Mariano e iniciá-lo no dia da festa da Anunciação do Senhor. Portanto, o SIM de Maria, tornou-se o fio condutor que inspirou as palestras, testemunhos, vivências, rodas de conversa e santa Missa. As jovens também perceberam o quanto esse sim continua a ressoar na história do mundo. E, inspiradas nele, também elas sentem que precisam dar sua resposta aos planos de Deus. E o primeiro passo para isso foi aceitar participar dos encontros da Jufem e assim crescerem nesse mundo admirável de Schoenstatt.

Um dos coordenadores da Missão Jovem Universitária de Schoenstatt na Diocese de Frederico Westphalen, Wellington Felipe Hach, que deu uma palestra no retiro do Jumas à convite do Andre, dirigente local do Jumas em Porto Alegre, conta-nos um pouco da programação do meninos:

“Na manhã de domingo quem se reuniu foi a Juventude Masculina de Schoenstatt para seu retiro. O objetivo principal foi mostrar aos jovens um pouco da história do Movimento de Schoenstatt e motivá-los a participarem dos encontros do JUMAS. Um dos temas que mais chamou a atenção dos jovens foi sobre o que é o homem cristão e como ele deve se auto educar. Também foi apresentada a vida do Padre Kentenich como modelo a ser seguido nas dificuldades da vida; e a história do JUMAS no Mundo e, em especial, no Rio Grande do Sul. Muitos participantes tiveram o contato com o movimento pela primeira vez, e saíram motivados a conhecer mais o carisma da Família de Schoenstatt. Ao todo foram oito jovens acompanhados pelos padres Maico Pezzi e Lucas Mendes.”

Ainda na tarde de domingo, reuniu-se a Missão Jovem Universitária, para refletir sobre a vida dos Heróis de Schoenstatt por meio de alguns jogos e da partilha sobre o exemplo de vida por eles deixado.

Gratos por mais estes corações juvenis que a Mãe de Deus atraiu ao seu Santuário, todos sentiram-se enviados ao seu campo de apostolado, sob a proteção de Maria – Coração da Igreja.

Ir. Glória Maria Melo

Fotos: Márcia Kazumi

Seja o primeiro a comentar em "As sementes floresceram…"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*