Ave Maria, Mãe Imaculada! Alegra-te cheia de graça, o Senhor é contigo!

“Tu ó bendita entre as mulheres, tu, Mãe da eterna sabedoria, cuida, que também nós, igual a ti, sejamos bendita entre as mulheres de hoje, que também nós sejamos reflexos da eterna sabedoria, beleza, pureza. Reflexos da pobreza e desnecessidade perfeita, da singela e natural dedicação à Providência e aos desejos do Pai Celestial.” Pe. Kentenich

Estamos vivendo o tempo do Advento, tempo de alegria e espera do Menino Jesus que nascerá novamente em nosso coração. A liturgia convida-nos a preparar esta grande festa com a solenidade da Imaculada Conceição, no dia 08 de dezembro, contemplando a Mãe de Deus, como a toda pura, intacta, sem a mancha do pecado original. Como “Lírio do Pai, Tabor para o mundo”, queremos assemelhar-nos a Mãe Imaculada, pela conquista de um estilo de vida nobre, que se distingue na maneira delicada e autêntica de agir e falar, uma atitude que em tudo procura irradiar a beleza e encanto da dignidade feminina, assim como foi pensada por Deus.

A Imaculada é a corporificação do ideal que Deus tem para toda a criatura humana. Isto é, fomos eleitos para viver na sua graça e da plenitude de seu amor. Deus realizou este milagre de preservar Maria do pecado original tendo em vista os méritos de seu Filho Jesus. Deus preparou a Mãe de seu Filho com a maior de todas as belezas: a santidade. Por isso ela é chamada pelo Anjo de cheia de graça. (Cf. Lc 1,28)

Fomos criadas para a santidade. Contudo, essa meta só se cumpre quando o Espírito Santo penetra a nossa fragilidade. (1Cor 1,9)  A Mãe de Deus alcançou este alto ideal da santidade, porque colaborou ativamente com a graça que lhe foi concedida. Seu SIM foi pronto e fiel, incondicional e cheio de amor. Ela está diante de nós como nosso grande modelo. A ela nos entregamos, na certeza de que, por sua intercessão e educação, podemos nos tornar pequenos Lírios do Pai.

Com o Papa Bento XVI rezamos:

“Ó Maria, Virgem Imaculada! (…). Saudamos-te e invocamos-te com as palavras do Anjo: ‘Cheia de graça’ (Lc 1,28), o nome mais bonito, com o qual o próprio Deus te chamou desde a eternidade.

“Cheia de graça” és tu, Maria, repleta do amor divino, desde o primeiro momento da tua existência, providencialmente predestinada para ser a Mãe do Redentor, e intimamente associada a Ele no mistério da salvação. Na tua Imaculada Conceição resplandece a vocação dos discípulos de Cristo, chamados a tornar-se, com a sua graça, santos e imaculados no amor (cf. Ef 1,14). Em ti brilha a dignidade de cada ser humano, que é sempre precioso aos olhos do Criador. Quem para ti dirige o olhar, ó Mãe Toda Santa, não perde a serenidade, por muito difíceis que sejam as provas da vida. Mesmo se é triste a experiência do pecado, que deturpa a dignidade dos filhos de Deus, quem a ti recorre redescobre a beleza da verdade e do amor, e reencontra o caminho que conduz à casa do Pai.

“Cheia de graça” és tu, Maria, que aceitando com o teu “sim” os projetos do Criador, nos abristes o caminho da salvação. Na tua escola, ensina-nos a pronunciar também nós o nosso “sim” à vontade do Senhor. Um “sim” que se une ao teu “sim” sem reservas e sem sombras, do qual o Pai celeste quis precisar para gerar o Homem novo, Cristo, único Salvador do mundo e da história.

Dá-nos a coragem de dizer “não” aos enganos do poder, do dinheiro, do prazer; aos lucros desonestos, à corrupção e à hipocrisia, ao egoísmo e à violência. “Não” ao Maligno, príncipe enganador deste mundo. “Sim” a Cristo, que destrói o poder do mal com a omnipotência do amor.

Nós sabemos que só corações convertidos ao Amor, que é Deus, podem construir um futuro para todos. (…)

Mostra-te Mãe de todos, ó Maria, e dá-nos Cristo, a esperança do mundo! Amém![1]

Ir. M. Lidiane – Assessora Regional Paraná

[1] Trechos da oração do Papa Bento XVI, por ocasião da Solenidade da Imaculada Conceição em 2006.

1 Comentário em "Ave Maria, Mãe Imaculada! Alegra-te cheia de graça, o Senhor é contigo!"

  1. maravilhoso!!! Muito legal!

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*