Encontro Regional da Juventude Feminina: vivendo o Tabor para os novos tempos

Vindas dos regionais Sudeste e Paraná, mais de 200 jovens estiveram reunidas em Atibaia/SP

No fim de semana de 10 e 11 de setembro, o Santuário da Permanente Presença do Pai (Atibaia/SP), foi tomado pela alegria e entusiasmo das jovens da Juventude Feminina de Schoenstatt que realizaram seu encontro regional. Vindas de 23 locais dos regionais Sudeste e Paraná, as mais de 200 jovens puderam renovar o ardor pelo ideal e serem enviadas a partir do Santuário, carregando a missão como pequenas Marias para os novos tempos, como pede o Fundador.

Com base no lema do ano “Misericordiosa como o Pai, Tabor para os novos tempos”, as jovens aprofundaram esta corrente de vida, celebraram 18 novas Alianças de Amor e também tiveram uma palestra especial com Ir. M. Doria Schlickmann, autora de diversos livros sobre o Pe. José Kentenich.

“O encontro foi maravilhoso. Todos os momentos foram muito intensos e pude experimentar mais profundamente o amor da Mãe por mim e intensificar o meu desejo de me tornar sempre mais seu espelho no mundo, deixando sua marca maternal em todas as ações no meu dia a dia. Cada momento foi enriquecedor e importante para meu ideal de ser um Lírio do Pai”, resumiu Aline Silva, de Guarapuava.

Uma acolhida especial

Após iniciar o encontro com a oração inicial junto ao Santuário, as jovens dirigem-se ao auditório Pe. Kentenich. Lá as primeiras boas novas: a acolhida deixa claro que para a grande maioria este é o primeiro encontro oficial no ramo. A notícia foi uma grata surpresa para todas. “Isso nos mostra que a Mãe vem ‘atraindo corações juvenis ao nosso canteiro de lírios’ e que sempre vale a pena lutar por algo maior”, comentou Monique Vaz, de Mairiporã.

E as surpresas não pararam por aí. Logo no início uma velha conhecida da Jufem fez questão de ir conversar com as jovens. Ir. Ana Maria dos Santos, que por muitos anos foi assessora do ramo, recém-chegada de Schoenstatt, foi partilhar suas experiências após dois anos vivendo na Alemanha.

Qual marca você quer deixar no mundo?

Na sequência, Ir. Lidiane Francisconi apresenta o primeiro tema do dia: Mensagem do Papa para a Juventude. Inspirada nas palavras do Papa Francisco durante a JMJ na Polônia, ocorrida em julho, as jovens são desafiadas a deixarem o comodismo para viverem altos ideais.
O Papa diz: “Não viemos a este mundo para vegetar, para passá-la comodamente, para fazer da vida um sofá no qual adormecemos. Ao contrário, viemos para deixar uma marca”. E Ir. Lidiane questiona “qual marca?”. Com esta provocação cada jovem é convidada a meditar por um momento e em seguida a escrever esta marca para tê-la também como um compromisso.

“Esse ‘puxão de orelha’ do Papa Francisco que precisamos ‘sair do sofá’ e lutar por um mundo melhor me marcou e irei levar para minha vida. Essa é a nossa missão”, declarou Monique.

Saindo do sofá e mergulhando no mundo interior

“Sair do sofá” foi a grande motivação do encontro. Deixar o comodismo requer uma mudança de atitude. E essa mudança só ocorre baseada em autoconhecimento e autoeducação, princípios da pedagogia de Schoenstatt. Neste sentido as jovens ouviram o segundo tema do dia, com Ir. M. Doria Schlickmann: O caminho para liberdade – encontrar a beleza interior, com base na pedagogia do Pe. Kentenich.

“A autoeducação é um imperativo da juventude. É nessa fase que deve se começa a trabalhar sua personalidade, eliminar as falhas na beleza do seu coração”, explicou Ir. Doria, concluindo: “Beleza interior é pureza e harmonia”.

A autoeducação é vista pelo Pe. Kentenich como o primeiro passo à libertação e também o caminho que leva à alegria interior, à autonomia, à liberdade. O tema levou a uma intensa reflexão sobre a importância do cultivo da liberdade interior e como ela se reflete na harmonia e beleza exterior. Conhecer a si mesmo é reconhecer fraquezas, mas também o “ouro” que cada um traz dentro de si.

E como não podia deixar de ser, além de aproveitar ao máximo o tema, a juventude ainda presenteou Ir. M. Doria com uma pequena amostra da alegria e da musicalidade do Brasil: um samba para concluir a tarde!

Dezoito novos corações entregues à MTA e uma vivência especial

O final do sábado ainda contava com muitas emoções. Após a Santa Missa, 18 jovens, de Barbosa Ferraz/PR e Petrópolis/RJ, selaram sua Aliança de Amor com a Mãe de Deus, entregando-lhe seus corações. O ato foi acompanhado por todas, e quem já havia selado sua Aliança pôde renová-la com as novas consagradas.

A alegria do céu tocando a terra seguiu com a visita das noviças das Irmãs de Maria, que tiveram sua Vestição na semana anterior. Duas participaram da Jufem Atibaia e elas saudaram as jovens com cantos.

Em seguida, teve início a vivência na qual as jovens relembraram a heroína brasileira Regina Tokano (Reginiha), que completa 50 anos de falecimento neste ano. A Jufem Paraná pôde compartilhar a experiência realizada com a Caminhada Heroica da Regininha. O evento foi realizado entre as cidades de Cornélio Procópio e Uraí, onde Regininha viveu. Caminhando com Regininha, meditando em suas palavras, as jovens partiram em peregrinação até o Santuário.

A vivência também propiciou a oportunidade de trabalho em grupo, na qual as jovens compartilharam as experiências sobre tudo que ouviram durante o dia, elencando pontos práticos de como viver essas realidades.

Tabor para os novos tempos: é hora de Jufem em Saída

O domingo ainda reservava momentos especiais! Após a oração da manhã e a celebração da Santa Missa, na qual puderam refletir novamente sobre a misericórdia de Deus, ao deparar-se com a leitura do evangelho do Filho Pródigo ainda havia um tema a ser trabalhado, despedidas e envio!

O tema de domingo, apresentado pela assessora, Ir. M. Gislaine, “Tabor para os novos tempos” foi o estímulo final para incendiar as jovens a saírem de Atibaia dispostas a modificar o ambiente em que vivem.

“Ser Tabor dos novos tempos inclui uma nova decisão, atitudes, consequências em minhas escolhas, principalmente a coragem de ser diferente, numa sociedade mergulhada no indiferente, falsa igualdade, pessimismo, relativismo na cultura do “descartável””, frisou a assessora.
Como dinâmica cada jovem já havia escolhido, ao chegar no auditório, por qual porta iria passar: a que estava escrito “comum” ou a que estava escrito “bonita”, esta também foi uma decisão refletida pela assessora em suas colocações.
“Escolher ser bonita é contemplar a beleza da criação de Deus, tudo o que Ele criou é perfeito. Ser bonita é ser o que você é, e não o que os outros querem”, declarou Ir. M. Gislaine.

Para a jovem Juliana Flausino, de Poços de Caldas: “Esta palestra serviu para eu pensar o que eu quero refletir no meu exterior: como que a minha beleza interior pode refletir no meu apostolado do ser. Muitas vezes, na correria do dia a dia nós ficamos ligadas a muitas coisas que são exteriores a nós, mas aquele valor, aquela qualidade que temos por dentro acaba ficando escondida, então nós, como Jufem, temos que parar e pensar: ‘quero ser apenas uma mulher comum? Ou ser uma mulher bonita? Por qual dessas ‘portas’ devemos passar?’ A partir dessa reflexão pude ter certeza que ser Jufem é ser uma mulher bonita, e devemos sempre buscar a autoeducação para ficarmos cada vez mais bonitas, assim como é nossa maravilhosa Mãe”, resumiu.

Do sofá para o mundo

As jovens ainda puderam ouvir um último “empurrãozinho” sobre como viver o ideal. Cinco jovens, sentadas estrategicamente em um sofá colocado sob o palco deram seus testemunhos de como viver o Tabor nos novos tempos na sociedade, na Jufem, no trabalho, no namoro e também na Igreja, como foi o caso da Lareane Machado, de Curitiba, que partilhou sua experiência da JMJ na Polônia.

O sofá também foi o lugar onde se reuniram as jovens que se despediram da Jufem neste ano. Uma breve homenagem foi preparada para todas. Alegria e emoção tomaram conta do encontro. Mas esse não é o fim de uma história, apenas um novo começo, pois impera a certeza de que elas serão “Sempre Jufem”.

Com a oração de envio encerra-se o encontro. O famoso selfie e a foto oficial registram a alegria e a certeza de um fim de semana cheio de descobertas, alegrias, emoções e também de amadurecimento.

“O encontro regional de 2016 foi bem intenso e com muito aprendizado. Quero trabalhar diariamente para cuidar da minha beleza interior e garantir que cada vez mais eu fique bela.”, afirma Monique.

1

2

14192519_1138045076271964_3569619971042565519_n

14202542_1138040062939132_1166590092655623859_n

14233118_1138037049606100_9090575363903370256_n

14233165_1138041866272285_8842633339886618329_n

14237565_1138038062939332_4028100289030286102_n

14237600_1138051012938037_4957901484314693473_n

14237758_1138037802939358_2235120936533160712_n

14264120_1138043982938740_2386393215151213842_n

14264144_1138056976270774_187005158715095894_n

14265050_1138055102937628_4952812726225100666_n

14265076_1138053716271100_3777483899509807535_n

14291823_1138050382938100_8984120575465632776_n

14291921_1138052372937901_1336743493857571585_n

14292269_1138039136272558_4357137937628745261_n

14322756_1138057312937407_2270014461284625272_n

14332991_1138040836272388_1893845869880979907_n

14333153_1138036296272842_4828229343010759771_n

14333625_1138050022938136_4494156974963000410_n

14344224_1138050459604759_5448275555620174330_n

14344691_1138051259604679_8090137884565534406_n

14344695_1138055716270900_8426873534108230029_n

14344937_1138049716271500_5352699633944313196_n

14354942_1138037146272757_8138024446195165928_n

14355699_1138042042938934_7624706577250180067_n

14358736_1138056696270802_3397114541243163937_n

14358884_1138038839605921_7122701693355059436_n

Seja o primeiro a comentar em "Encontro Regional da Juventude Feminina: vivendo o Tabor para os novos tempos"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*