Jufem e Jumas do Regional Sul participam do Bote Fé gaúcho

A expectativa era grande pela chegada da Cruz Peregrina e do Ícone de Maria a Santa Maria. A data, marcada há mais de um ano, era na véspera da maior romaria do Estado do Rio Grande do Sul: a Romaria da Medianeira, que reúne normalmente cerca de 300 mil pessoas. A preparação foi extensa para o evento. Os representantes da Juventude Apostólica de Schoenstatt no Setor Juventude da Arquidiocese de Santa Maria se envolveram desde o início. Também nas outras dioceses nossa juventude participou na organização dos grupos que vieram com suas caravanas. Mais de 40 mil jovens, de acordo com a Brigada Militar, participaram dos shows e da Santa Missa, realizados no Parque da Medianeira, das 13h até a meia-noite de sábado.
Quem esteve no Parque da Medianeira neste sábado vai lembrar para sempre da emoção de ver o caminhão dos bombeiros chegando com os símbolos da JMJ, às 17h30min. Ao mesmo tempo, parece que o céu queria saudar Jesus e sua Mãe, pois uma ventania forte começou a levantar a poeira e sacudir as árvores, trazendo a chuva que durou até às 20h. Molhados, com frio e com o barro até a metade da perna, os jovens gaúchos mostraram sua força e fidelidade! Alguns saíram no meio do evento para voltar mais tarde, com uma roupa seca, mas teve gente que permaneceu do início ao fim dos shows, da missa e até da vigília, que foi até às 7h de domingo. Depois disso, um certo número ainda seguiu para a Romaria, que percorre cerca de 3 km da cidade.
Schoenstatt fez sua parte
Mas todo o trabalho e sacrifício valeram a pena. Além de a Jufem e o Jumas de Santa Maria, Santo Ângelo, Quevedos, Santa Cruz do Sul, Frederico Westphalen e Porto Alegre terem participado do evento, alguns momentos tiveram marcas bem schoenstattianas. Camilla Caetano e eu, Juliana Gelatti, que representamos a Jufem no Setor, inclusive costuramos e bordamos a bandeira símbolo da Arquidiocese, para uma iniciativa do grupo Eaí?Tchê, que organizou o Bote Fé do Rio Grande do Sul. Todas as 18 dioceses do Estado enviaram bandeiras, que foram unidas e estamparam o palco do show que marcou a recepção dos símbolos da JMJ pelo Rio Grande do Sul.
Além disso, preparamos junto com o Jumas uma hora da vigília que uniu o Bote Fé à Romaria da Medianeira. Depois que o show terminou, por volta da meia-noite de sábado, um grupo de cerca de 300 jovens partiu em procissão até o ginásio do Colégio Sant’Anna, no centro da cidade, carregando os símbolos da JMJ, cantando e rezando de forma espontânea e sincera.
A programação da vigília foi dividida entre os grupos e movimentos que fazem parte do Setor Juventude. Schoenstatt e a Juventude Carmelita (Jucar) ficaram responsáveis pela penúltima hora, das 5h às 6h, com o tema Ressurreição. O Círio Pascal e a adoração ao Santíssimo Sacramento fizeram parte da hora de oração e reflexão, que contou com a animação da Jucar. No fim, os jovens provaram que “no peito levam uma Cruz e no coração o que disse Jesus”, recebendo, junto da Cruz Peregrina, uma frase do Evangelho e um propósito prático a ser assumido como forma de levar a Luz de Cristo para o meio do mundo.
Alguns corajosos, depois da noite de vigília ainda participaram da romaria da Medianeira, que encerrou o dia com a bênção de uma réplica da Cruz Peregrina que irá visitar todas as paróquias da Arquidiocese de Santa Maria até a JMJ em 2013.

Juliana Gelatti / Jufem Santa Maria-RS

Seja o primeiro a comentar em "Jufem e Jumas do Regional Sul participam do Bote Fé gaúcho"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*