Mundo Profissional – Professora de Geografia

NOS CUM PROLE PIA Jufem Brasil!

Sou Ana Clara moro em Brasília, Distrito Federal, e tenho 24 anos. Participo da Jufem Brasília desde de 2012, quando nosso grupo começou a dar passos mais concretos para formar o ramo.

Fui convidada para falar sobre um assunto que ainda é novidade para mim, que é o mundo do trabalho e seus desafios. Tenho apenas 6 meses de trabalho, sou recém formada em Geografia (Bacharel/Licenciada) e minha vida mudou muito do começo do ano para cá. Fui efetivada em um concurso para professor e vou falar um pouquinho dessa minha experiência para vocês também.

Acredito, primeiramente, que um bom profissional é aquele que se permite trabalhar/ estagiar mesmo recebendo pouco dinheiro. Quando entrei na faculdade, logo no 2° semestre eu já estava estagiando e assim foi até o último dia de faculdade. Trabalhando muito, mas ganhando pouco e às vezes nada. Mas foram esses esforços que eu acredito que abriram portas para o aprendizado e para pequena maturidade profissional que tenho hoje.

Penso que o maior desafio hoje para todos os jovens que começam a se infiltrar no mercado de trabalho é a falta de experiência. É no seu estágio, enquanto você ainda faz faculdade, que aprende as aplicações das teorias, como viver em equipe, como administrar seus problemas para não afetar no seu rendimento, como lidar com pressões e prazos, como não chegar atrasado para não descontarem no seu já pequeno salário e entre outros pontos que só nos acrescentam responsabilidades e nos fazem entender como é a dinâmica real do mundo.

Assim, como todas nós já sabemos e sentimos, a disputa por uma vaga de emprego nos tempos de hoje (crise) está cada vez mais complexa. Acredito na importância de se preparar com dedicação e pensamentos lá no futuro, para estar cada vez mais segura e poder colocar em prática as habilidades e experiências na hora certa. Acredito que a juventude deve mostrar ao mercado de trabalho que é um investimento, e para isso devemos mostrar primeiro o nosso valor, a nossa importância no desenvolvimento da sociedade, depois é só colher os muitos frutos de nossos esforços!!

Faz 8 meses que me formei. Foram 5 anos de curso, 5 anos trabalhando. Trabalhei em laboratórios de cartografia digital na universidade, em órgão do Governo de Brasília, escolas, sempre como estagiária. Hoje faço algo que sinceramente não pensava muito em fazer na vida, que é dar aula. Mas em 2013 prestei um concurso para a Secretaria de Educação do DF para ser professora da 2° fase do Ensino Fundamental e Ensino Médio e fui chamada para trabalhar no começo desse ano.

Eu sempre pedia para Mãe de Deus me ajudar a conseguir alcançar um bom trabalho e que eu fosse feliz. Esse emprego foi uma das grandes graças dadas à mim por Ela, e uma grande missão, a de ser PROFESSORA. Assim que entrei, logo na primeira semana de aula, a minha vontade era de sair correndo. Quando assumi minha vaga eu não tinha muitas opções de onde trabalhar. Fui mandada para uma escola de periferia violenta e perigosa. A escola só tinha um ano que estava funcionando e no primeiro dia de aula um aluno me falou que se fosse no ano anterior eu não ia durar nada na escola… foi um terror!!!!

A realidade é triste meninas !! Essas escolas públicas, por mais que tenha uma ótima direção, muitos alunos (não são todos) são totalmente sem limites, sem pudor, sem noção dos perigos, sem respeito pelo professor, sem respeito por eles mesmo, sem perspectiva de futuro e acredito que muitos desses “sem” é porque eles são adolescentes sem algo muito importante, a família.

Para interiorizar essa realidade tudo vem sendo um grande desafio para mim!!! Como vou lidar com uma escola com pouca infraestrutura, onde os alunos acham que mandam no espaço, são vândalos, o tráfico de drogas ainda não está sobre controle, os adolescentes são altamente sexualizados e não tem pudor, onde a polícia está constantemente presente devido a ameaças, porte de armas, que por vezes entram dentro das salas de aula para dar “bacu” nos alunos????? Olha, por Deus!! Apenas digo: a Mãe cuida!!

 Todos os dias eu peço para que TODOS da escola olhem os meus olhos e vejam os olhos de Maria! Eu quero ser instrumento, mas Ela tem que me dar coragem…

No começo, eu quase me desesperei de fato! Pensei que não ia conseguir, o que eu havia aprendido na faculdade e nos estágios seriam impossíveis de serem aplicados! Antes de entrar na sala eu rezava a jaculatória (ainda faço): UM SERVO DE MARIA NUNCA PERECERÁ!!! Eu rezava o tempo todo (ainda rezo) para os meus alunos. Peço ao Pai e Fundador sabedoria na minha forma de ensinar, calma, paciência, autocontrole… tudo que vocês imaginarem!! Mas com o passar do tempo, com muito sofrimento (muito medo), a Mãe de Deus foi me mostrando a missão. Uma prova dessa missão foi um pouco depois do início das aulas, uma aluna do 8° ano me contou que estava grávida e que estava pensando em abortar! Eu sentei com ela e alí conversamos…no final do nosso bate papo, ela simplesmente disse: “Obrigada professora por conversar comigo, queria que a senhora fosse minha mãe”.  Na mesma hora pude perceber que sim, era possível ser um instrumento e que não era para eu desistir.

Bom… a realidade na escola não é tranquila mas já consegui, junto com Ela, conquistar corações amargurados, abandonados, desanimados, pouco amados, corações totalmente vazios. Eu sou muito grata ao Bom Deus por essa oportunidade de crescimento, ser professor é uma via de mão dupla. Ao mesmo tempo em que os ajudo, eles que me ensinam a quebrar as barreiras do orgulho, da falta de paciência, da raiva, do desânimo e me colocam todos os dias no caminho certo: o caminho do amor.

 É só o amor que muda de verdade. Eu me sinto amada por eles, que é maravilhoso, mas antes eu tive que perceber que é o amor que faz um aluno desses começar a dar sentido para sua vida escolar. Realmente o amor tira o bem até do mal!!!

Muito grata pela oportunidade! Fiquem com Deus e Nossa Mãezinha!!

13650533_986472571451878_1201974645_n 13652407_986472588118543_510321031_n 13664783_986472768118525_973281732_n

Seja o primeiro a comentar em "Mundo Profissional – Professora de Geografia"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*