O Nome de Maria

Querida Jufem!

Celebramos hoje o Santíssimo Nome de Maria, uma memória litúrgica de nossa Igreja que se celebra em 12 de setembro. Foi instituída como festa universal pelo Papa Inocêncio XI, para comemorar a vitória sobre os turcos na Batalha de Viena em 1683.

O nome Maria pode ter vindo da raiz “MERY” que na língua egípcia significa muito amada. Outros dizem que provém do siríaco e quer dizer senhora. Mas, a probabilidade maior é a que veio do hebraico e pode ter vários significados: mar de graças, gota do mar, estrela do mar, esperança, excelsa, ou sublime…

Nosso Pai e Fundador nos diz: “O nome de Maria é um nome pleno de honra. Ele é tão cheio de honra, porque está unido em santa e profunda união com o nome de Jesus, Salvador, Redentor do mundo. Nesta união, o nome de Maria viveu, desde a eternidade, no coração e nos pensamentos do Deus eterno” (Pe. JK, 19 de setembro de 1941).

O nome de Maria é motivo de alegria para o mundo inteiro! Como o clarão da aurora anuncia o nascer do sol, assim Maria desperta em nós a certeza de que Jesus é o nosso Salvador, Ele está próximo de nós e quer que colaboremos em sua obra de salvação da humanidade!

Nós, como Jufem, somos chamadas a ser Maria para o mundo! “Seremos heroínas nesta missão!” Mais do que nunca esta missão é atual, necessária, urgente. Levar o santo nome de Maria, mais do que em frases e mensagens, mas em nossas atitudes é o melhor apostolado, o melhor meio de ajudar Jesus na salvação da humanidade.

Atitudes pequenas e repletas de “gotas de Maria”. Um sorriso, uma palavra amiga, um silêncio prudente quando temos vontade de responder meio atravessado ou falar negativo de alguém… Como podemos fazer as pessoas felizes, quando somos um pouquinho o rosto de Maria para elas. Às vezes, algumas pessoas que convivem conosco não recebem carinho de seus pais ou filhos.

Quando estamos presentes, é nossa missão dar um pouco de carinho puro e sincero para todos os que nos rodeiam, por meio de uma atenção, de uma palavra de encorajamento, de um elogio, etc. São pequenas coisas, que fazem a diferença. Vamos levar o santo Nome de nossa bendita Mãe para o mundo que está triste em meio a tantas guerras morais, espirituais e familiares!

E quando estamos cansadas, também um pouco desanimadas ou tristes, quando nós mesmas estamos sentindo falta de um pouco de carinho puro e sincero, lembremos que temos uma Mãe Maria, que nos ama ilimitadamente, que nos pega no colo, que nos chama com amor: vem, minha filha! Minha pequena Maria!

Olhemos para ela, conversemos com ela, deixemos que ela nos olhe, nos entenda, nos cative profundamente. E assim irradiemos nossa essência, depois de sentir o puro perfume de nossa amada Mãe, que se chama Maria! “Diz a minh’alma uma oração como um poeta diria: Se o “M” que trago na palma da mão é de mãe, é também de Maria.”

Seja o primeiro a comentar em "O Nome de Maria"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*