O Vestibular chegou!

Meu nome é Eduarda, tenho 18 anos e sou da Jufem São Bernardo. Ano passado, 2016, foi meu primeiro ano de vestibular (e único, graças a Deus!); com a nota do ENEM consegui ingressar na Universidade Federal do ABC (UFABC).

Como todas sabemos, vestibular é muito estressante, exige muito tempo, atenção e sacrifício, principalmente no meu caso, que sempre estudei em escola pública. No ensino médio aprendi apenas o básico em todas as matérias, isso quando tinha professor capacitado para tal, pois diversas vezes tive aulas de Arte com professores de Inglês, por exemplo.

Por questões como essa eu sempre tive uma pulga atrás da orelha, pois não achava que eu teria capacidade de ingressar numa universidade pública. Apesar disso, me apeguei à Mãe de Deus e pedi especialmente que Ela me guiasse durante o ano em meus estudos, e me concedesse doses diárias de força pra aguentar a rotina que o vestibular nos cobra.

Acredito que a pior parte de se estudar pro vestibular é que você tem que estudar o que não gosta, não há outra opção, mesmo aquilo que você tem certeza que nunca vai precisar na faculdade que decidiu fazer. Isso sempre foi difícil pra mim porque requer muita disciplina sentar numa cadeira e ter foco pra estudar por uma, duas horas, especialmente sem estar acostumada a ter tanto conteúdo.

Nesse sentido a Mãe me ajudou muito, pois passei a rezar um Confio sempre que sentia o foco indo embora, chegava até a imaginar Maria sentada ao meu lado, me olhando estudar (aí fica impossível deixar os livros de lado pra pegar o celular, né?).

Depois de tanto sacrifício, tantas dores de cabeça, todo o estresse gerado por essa pressão, fiz o ENEM com calma e com a consciência tranquila de que fiz o meu melhor, especialmente a redação, que é o que gosto de fazer. Algum tempo depois sai a nota e então abrem-se os portões do arrebatamento – conhecido como SISU, e consegui entrar na UFABC em 20º, o que foi muito melhor do que pensei que seria.

Após toda essa saga, aqui vão algumas dicas que eu gostaria de ter recebido antes de prestar o vestibular: primeiro, não há prova no mundo que seja 100% justa, o que significa que a sua nota definitivamente não define a sua inteligência ou esforço; Ir mal uma vez não quer dizer que vai acontecer sempre, você pode tentar outra vez.

Estudar em escola pública dificulta, mas não anula as suas chances; e o que eu aprendi de mais importante: é extremamente necessário tirar um tempo pra si mesma, seja pra passear com a família, assistir um filme ou dormir algumas horas a mais, sem esquecer de cuidar da sua saúde mental, espiritual e física!

Contei muito com o apoio das minhas irmãs de grupo, principalmente das que estavam passando pelo mesmo que eu. Seguindo os nossos propósitos e doando ao capital de graças cada noite mal dormida, cada domingo de reunião em que acordamos mais cedo, cada conta matemática que fazemos mesmo sem querer, sabemos que estamos no colo da Mãe e que tudo dará certo!

Não esqueçamos nunca: “um servo de Maria jamais perecerá”! Bom vestibular!

Seja o primeiro a comentar em "O Vestibular chegou!"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*