Sempre Jufem: Ou somos JUFEM, ou não somos – Daianna Curitiba/PR

Querida Jufem,
Nos cum prole pia……

Sou a Daianna, tenho 33 anos, moro em Curitiba, e com muita alegria fui convidada para partilhar com vocês, geração 2014, o que a Jufem significou em minha vida.
Contando um pouco sobre minha caminhada em Schoenstatt: participo do Movimento Apostólico de Schoenstatt desde meus 7 anos de idade. O Santuário Tabor Magnificat em Curitiba, ficava muito perto de minha casa, minha mãe, minha irmã e eu com frequência íamos rezar para a Mãe Rainha, até que fomos convidadas pelas Irmãs de Maria a participarmos do grupo das Apóstolas Luzentes. Meu pai e meu irmão, quase não iam conosco. Iniciei como Apóstola Luzente de Maria aos 7 anos de idade, e aos 14 anos iniciei na Jufem.

Apostolas0001Nosso grupo da Jufem começou com minha irmã Larissa, e eu. Aos poucos entraram mais algumas meninas (que hoje inclusive somos irmãs de comunidade, Franciane Gomig e Isabela Orsi), e em 18 de abril de 1999 selamos nossa Aliança de Amor. O nome do nosso grupo era “Sacrários Vivos, Tabernáculo de Maria”.

Jufem0001

Iniciei o namoro com meu atual esposo em 2002, noivei e em 26 de novembro de 2005, me casei. No dia 12 de outubro de 2011 nos consagramos à comunidade da União de Famílias em Curitiba, e fazemos parte do XV curso da União de Famílias do Brasil. Temos duas filhas, a Maria Luiza e Lívia Maria, com 7 e 5 anos, ambas já participam das Apóstolas Luzentes, inclusive a mais velha viajou ano passado para o encontro anual em Atibaia, e este ano já está se preparando com alegria novamente.

Atual

Falar da Jufem é falar que foi meu porto seguro. Porto seguro para me manter firme em meus princípios e valores, me “chamar a atenção” quando algo tentava me desviar do caminho certo. Nossa fase de juventude muitas vezes não nos permite ter a maturidade que necessitamos para as escolhas, para de fato conseguirmos dominar nossas vontades para o bem, para o correto. Nesta fase, a Jufem, e sem dúvida NENHUMA, a Aliança de Amor, foram imprescindíveis para que dentre tantas tentações mundanas (roupas, bebidas, comportamentos, ambiente de universidade…….), eu me mantivesse perseverante e fiel a nossa grande educadora, exemplo de pureza e confiança, Maria.
Assim como a Cássia citou em seu testemunho, eu também participei do Encontro anual que aconteceu em Londrina em comemoração aos 60 anos de Jufem. Participei do longo debate para definições dos “10 mandamentos da Jufem”. Me lembro direitinho que não foi fácil cumpri-los…..mas sem dúvida o apoio de umas com as outras, sob a proteção de Maria, conseguimos, senão cumprir sempre todos, cumprir a maioria em busca de sermos “Lírio do Pai, Tabor para o Mundo”!
Finalizo partilhando com vocês, que participar da Jufem, se manter fiel a Aliança de Amor, e sem dúvida não ser a como a “massa”, como a “moda”, me tornou uma mulher livre, forte, autêntica e sobre tudo confiante! Sem medo de não achar um esposo, coisas de juventude (que aliás recebi o presente antes mesmo que esperava….rsrsrs, iniciei o namoro em uma fase em que jamais imaginava, trabalhando o dia todo, me preparando para o vestibular, o que menos eu pensava, era em namorar…….mas os planos da Divina Providência, nem sempre são os nossos).
Hoje me sinto uma mãe que pode tranquilamente não apenas falar para suas filhas, mas mostrar através de exemplos vividos, o quanto participar da Jufem faz TODA diferença em nossa vida, seja qual for a vocação!!!! Hoje nossa filha mais velha, Maria Luiza, diz que quer ser Irmã de Maria, então rezemos pelas vocações!!!
Parabéns Jufem, parabéns pelos 75 anos. Que alegria ter participado desta história!!!
Nunca esqueçam, “Ou somos de Schoenstatt, ou não somos” (Irmã Jacinta pronunciou esta frase em um encontro da Jufem em Guarapuava), então “Ou somos JUFEM, ou não somos”, se mantenham fiéis a Mãe e a Aliança de Amor, SEMPRE!!!! Vale MUITO a pena, levarão para a vida toda os momentos e as vivências desta fase de Juventude!

Abraços, unidas na Aliança,
Daianna Baggio Rosa

1 Comentário em "Sempre Jufem: Ou somos JUFEM, ou não somos – Daianna Curitiba/PR"

  1. CARLA CHRISTIANE | 2 de maio de 2015 at 11:47 | Responder

    Nossa, que lindo testemunho!!!!
    Muito obrigada Daianna por partilhar conosco as alegrias e graças que seus anos como Jufem te trouxeram.
    Que a Mãe de Deus conserve você e sua linda família sempre unidos ao Santuário e fiéis à Aliança de Amor.

    Grandes Abraços!
    Benedicat Virgo Maria! 😀

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*