Ser lírio do Pai, uma autêntica e pequena Imaculada!

Ouvimos tanto sobre a Imaculada, mas o que está por detrás desta festa tão grande da Igreja?

A Igreja reconhece a dignidade da Mãe de Deus que por gerar o “Autor da verdadeira Vida”, nasce sem o pecado original, sendo um vivo tabernáculo de Cristo, o lírio mais belo e puro que a humanidade já viu!

“Imaculada! Em primeiro lugar quer dizer pureza, sem mancha!

Imaculada! É plenitude de vida e de amor!

Imaculada! É vitoriosa força sacrifical!”

Que abrangência nosso Pai e Fundador aplica à Imaculada! Pureza, Amor e força sacrifical!

A Imaculada nos aponta a harmonia entre o coração, a vontade e a razão, numa integridade surpreendente!

Será que como Jufem posso ser uma pequena Imaculada??

Quando essas três características se unem em minha vida posso espelhar o brilho da Imaculada, que tem as coisas puramente mundanas abaixo dos pés, simbolizado na lua, que é inconstante.

Será que nós, temos certa instabilidade em nossas ações??

Um dia estamos pulando de alegria, noutro emburradas e descontando nas pessoas nossos desafios e dificuldades pessoais.

Nossa força sacrifical é fraca, quando é para acordar, o celular toca e “preciso” ficar mais uns minutos na cama…

Como temos dificuldades em guardar o que é só nosso, falamos de nosso interior e de nossas dores, para tudo e para todos, postando nas redes sociais..

Ou quando sei que aquela roupa não irá refletir minha essência e mesmo assim, não me importo e a uso.

Muitos exemplos podemos colher em nosso dia a dia que nos afastam dessa integridade no amor como a tinha nossa grande Mãe Imaculada.

Mãe, quem nos dera ser como tu, ensina-nos a sermos uma Pequena Maria Imaculada de maneira concreta!

Podemos começar de novo e dar de presente ao Menino Jesus um coração puro, sacrifical e repleto de amor..

Rezemos com nosso Pai e Fundador:

“Ó Mãe quão formosa tu és, quisera silenciosamente ficar a teus pés. Na minha imagem trabalhar, até completamente semelhante a ti ficar. E o Pai, volva feliz de ti a mim com prazer, vendo a imagem que fiz e ao findar com alegria, me possa teu nome dizer, Maria!”

Seja o primeiro a comentar em "Ser lírio do Pai, uma autêntica e pequena Imaculada!"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*