Um testemunho direto de Schoenstatt

E depois de passar dois meses em Schoenstatt, a Gabriela, da Jufem Londrina/PR, conta um pouco para nós como foi essa experiência maravilhosa, confere só:
“Oláa, Jufem!! Eu sou a Gabriela, da Jufem Londrina! 
Vim contar pra vocês como foi pra mim esse tempo em Schoenstatt e como foi conviver com 7 argentinas! Bom, aqui vivemos intensamente todos os dias! Para mim é algo inexplicável o que se passa por aqui! Como é lindo ver como a Mãe se faz tão presente! Como a paz e a alegria tomam conta da atmosfera! Aqui, tive a oportunidade de sair um pouco da correria da vida diária e refletir sobre minha vida, meus anseios e sonhos. Pude conhecer meu interior de uma forma diferente, descobrir meus limites e ter um momento comigo mesma! Pude sentir que a todo momento Deus estava me moldando e me educando… Aqui formamos uma família muito rápido, de desconhecidas a amigas que sabem tudo o que se passa com cada uma; amigas que compartilham todas as alegrias e tristezas… Mas quase sempre é alegria!!! Bom, trabalhamos de manhã até depois do almoço, e depois temos nosso momento de formação! Nossa formação consiste em estudar com mais profundidade a história de Schoenstatt, tentamos ver tudo com outros olhos, sentindo mais de perto; como por exemplo: estudamos o 20 de Janeiro e depois fomos a Dachau para vivenciar um pouco do que o Pai e Fundador viveu. Depois de ir a Dachau, voltei com muitas perguntas! Como uma pessoa passa por uma situação de extrema fome, maltratos, perda da dignidade, da identidade e da sanidade, onde as pessoas se entregavam a morte, porque toda a esperança se esvai, e ter uma confiança incontestável de que tudo iria acabar bem? Em um ambiente onde só existe dor e sofrimento, como o Pai e Fundador conseguiu manter sua tranquilidade, fazer conferências, rezar missas, criar ramos dentro do Movimento, escrever o Rumo ao céu? Como conseguiu formar padres e fazer com que a família crescesse de uma forma tão grande? Como não tinha medo? Como? São tantas perguntas, que nos fazem refletir: Schoenstatt é uma obra divina, sonhada por Deus, para que através dela o mundo possa voltar seu olhar a Deus e a nossa querida Mãe! E nós? Cada um de nós schoenstattianos temos a nobre e tão grande missão que o Pai e Fundador nos deixou! Fomos eleitos para sermos esses heróis que o mundo de hoje precisa! Não importa de onde viemos, se é da Argentina ou Brasil, estamos unidas em aliança e em uma só missão! Somos uma família! Enfim, através dessa linda experiência, pude confirmar a certeza que sempre tive em meu coração, de que Schoenstatt é um pedaço do céu na Terra, é o nosso Tabor!”

Seja o primeiro a comentar em "Um testemunho direto de Schoenstatt"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*