Nosso ramo teve inicio há bastante tempo, em 1978. Mairiporã tinha um grupo de jovens paroquial chamado JUEC ( Jovens Unidos em Cristo). Certa vez, o Pe. Pontes convidou alguns jovens para participar de um acampamento do Movimento de Schoenstatt e, que ousadia, somente os meninos poderiam ir! Ah… as meninas inquietas, não achando isso justo, conversaram com o Pe. Roberto, pároco de Mairiporã naquela época e que também era schoenstattiano! Percebendo o que começava a acontecer com aquela juventude, o Pe. Roberto logo encontrou uma maneira das meninas participarem do Movimento e as convidou para um encontro no Santuário da Permanente Presença do Pai, em Atibaia. Desconfiadas, foram em três : Maria Aparecida, Nilza e Lurdes e para surpresa delas, este era um encontro de dirigentes de ramo da Jufem! Voltaram empolgadas com o lema do ano “Por teu ser lirial, sê portadora da herança, conquista a vitória do Pai “, além de novas amizades realizadas. Com isso, o primeiro grupo de Juventude Feminina foi formado em Mairiporã, chamado “Azul do Infinito”.

A partir daí mais jovens selaram sua AA com a Mãe, mulheres que hoje se destacam em nossa família de Schoenstatt como : Maria Inês Faro (Instituto das Famílias), Magali Carvalho (União das Famílias), Goreti Silva (Liga das Famílias). Também desta geração descobriram-se vocacionadas à Maria a Ir. M. Nilza e a Ir. Vera Lucia. Nesta época, em 1981, a Maria Inês foi representar nossa juventude regional no encontro internacional da juventude, lá em Schoenstatt. Neste encontro nossa RTA ganhou moldura nova! Sim, aquele quadro da RTA com a moldura de lírios que está na entrada da casa Sonnenau. Esta moldura tem o primeiro lírio representando o Brasil, e a Maria Inês estava lá apoiando a idéia!

Neste mesmo encontro em Schoenstatt nossa juventude ganhou um presente muito ousado, porém importantíssimo para nós até hoje: uma réplica da coroa RTA. A juventude de Mairiporã zelou por este presente por mais algum tempo. Contudo, com o passar dos anos, algumas jovens se casaram e outras seguiram suas vocações. Além disso, o novo pároco daquela época já não apoiava mais o Movimento, como o Pe. Roberto, e assim as sementinhas foram ficando guardadas. Durante este tempo, nossa coroa RTA permaneceu em Atibaia com a ir. M Nilza e com a juventude de lá, que cuidou muito bem dela por nós.

As sementinhas deram frutos anos depois, ressurgindo com a Miriam. Filha e sobrinha de Jufems fundadoras, ela retomou a juventude, aos pouquinhos, com muito empenho e capitais de graça, em 1994. Paralelo a isso, a Arliete (Liga das Famílias) resolveu assumir esta empreitada também, pois a geração passada agora tinha filhas! Nada melhor do que convidá-las para participar das Apóstolas Luzentes de Maria. Foram então Carolina, Fabiene, Marina, Talita, Tatiany e Wanessa para o Encontro Jubilar das Apóstolas em 1997, no Santuário de Atibaia e a partir daí surgiram novos grupos de Apóstolas. O grupo da Miriam se fortaleceu e selou sua AA. Além disso, a Miriam foi nos representar na JMJ em Roma, em 2000, com mais jovens schoenstattianas do Brasil.

As Apóstolas de Mairiporã cresceram, se tornaram Jufem e o ramo conquistou nova força e empenho para continuar seu caminho. Chamamos a geração da Miriam de segunda geração e a próxima, com Andréa, Marina, Talita e Wanessa, de terceira geração, que selou sua AA em 2002 e conquistou o nome “Estrelas do Tabor”.

Grupo Estrelas do Tabor

Grupo Estrelas do Tabor

Após essa fase novas mudanças aconteceram. A Miriam já preparava seu casamento e já era hora da Jufem ‘terceira geração’ caminhar com mais independência. Contudo, algo muito triste aconteceu neste momento: nossa coroa RTA sumiu, às vésperas do casamento da Miriam, fato este que levou todas as jovens a um tempo de muita reflexão… o que a Mãezinha queria nos mostrar com tudo aquilo, o que Ela queria de nós naquele momento? Tínhamos realmente que ser “Coroas Vivas”, na prática, vivenciando nosso ideal com mais firmeza no nosso dia-a-dia.

Em 2005 novas representantes da nossa juventude foram para a JMJ. Mais unidas do que nunca, as jovens trabalharam muito e ofereceram demasiados capitais de graça para mandar Talita e Marina a Colônia e a Schoenstatt.

Em 2007 foi a vez do grupo Cor Unum selar sua Aliança de Amor: Ana Paula, Carla, Leidiane, Érika e Cristiane fizeram a troca de corações com a Mãe. Os anos passaram e em 2009 a Ana Paula se casou.

Logo mais, direto das Apóstolas surge a quarta geração da Jufem, com a Gabriela, Desireé, Maiara, Monique, Patrícia, Paula, Sophia, que selaram sua AA em 2008 e com elas, novos grupos começaram a brotar. Em 2009 as Apóstolas já ultrapassavam em números a Jufem e em 2010 foi a hora da nova geração começar a assumir o ramo, com a Monique e Maiara como dirigentes gerais. O grupo da Bruna, Beatriz, Daniele, Lisaiana e Tamiris é o mais novo grupo da Jufem a selar sua AA em setembro/2011.

Hoje somos em média 15 jovens ativas na Jufem e 40 Apóstolas, onde as sementinhas estão sendo plantadas para que nosso ramo gere muitos frutos com diversas vocações para a Igreja.

A Sophia e a Gabriela receberam a graça e foram eleitas como novas dirigente de ramo e vice de Mairiporã para 2012/2013. Unidas a elas e a toda família de Schoenstatt, entregamos à Mãe nossa caminhada e esperamos ver novas gerações atraídas, assim como nós, pela querida MTA!

Jufem de Mairiporã

Jufem de Mairiporã

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário